Cursos

Produção de madeiras em plantios mistos e agroflorestas: mognos africanos e espécies nativas

A madeira, em todas as suas formas e aplicações,  é um recurso estratégico para qualquer sociedade humana, desde o início de nossa história. Este curso mostra como é possível produzir madeiras para diversas finalidades, em volume e qualidade satisfatórios, a partir de  plantios mistos (duas ou mais espécies cultivadas simultaneamente) e em agroflorestas sucessionais. 

Nosso foco são as madeiras nobres produzidas por árvores tropicais nativas e exóticas, como os mognos (Khaya spp. e Swietenia spp.), cedros (Toona ciliata e Cedrela spp.), ipês (Handroanthus spp.), jacarandá caviúna (Dalbergia nigra), vinhático (Plathymenia foliolosa), pau brasil (Paubrasilia echinata), sucupira (Bowdichia virgilioides), jequitibá rosa (Cariniana legalis) e guanandi (Calophyllum brasiliense).  

Programação geral

Abaixo apresentamos a programação do curso. As aulas e temas podem ser alterados conforme as expectativas dos alunos e condições climáticas (muita chuva, muito calor).

Eventos:

Recepção e acomodoação dos participantes: 18/08/2019 a partir das 16:00h (neste dia será oferecido somente jantar)

Aulas: de 18/08/2019 a 23/08/2019

Jantar de confraternização e encerramento: 23/08/2019 às 19:00h

Regresso dos participantes: 24/08/2019 a partir das 08:00h (neste dia será oferecido somente café da manhã)

Refeições

Café da manhã: 7:00h às 8:00h

Almoço: 12:00h às 13:00h

Jantar: 19:00h às 20:00h

Temas:

  • Mogno-africano – Estado da arte

  • Sistemas de produção de madeira serrada no mundo e no Brasil​

  • Sistemas silviculturais

  • Espécies nativas produtoras de madeiras nobres

  • Fatores que afetam a qualidade da madeira

  • Planejamento e arranjos de plantio 

  • Preparo de área e adubação

  • Produção de mudas na propriedade

  • Análises de viabilidade econômica de projetos

  • Aspectos legais da produção madeireira 

  • Certificação florestal

  • Planejamento do inventário florestal

  • Processamento do inventário e planejamento de desbastes

  • Manejo de podas e execução de desbastes

  • Colheita florestal

Inscrições

INSCRIÇÕES ENCERRADAS.

Valor: R$ 1.200,00*

*Desconto para estudantes: 40% mediante apresentação de comprovante de matrícula, que deve ser declaração da instituição de ensino. Condicionado à hospedagem em barraca própria.

*Desconto progressivo para grupos:
- 04 ou mais alunos confirmados: 20% de desconto para cada um.
- 03 alunos confirmados: 15% de desconto para cada um.
- 02 alunos confirmados: 10% para cada um.
A confirmação das inscrições é realizada mediante preenchimento do formulário e pagamento da inscrição.

 

Observação 1: caso haja desistência de um dos membros do grupo, o valor do desconto será corrigido conforme o número de alunos restante, seguindo a descrição acima. O cancelamento de um dos membros do grupo de alunos inscritos seguirá a política de cancelamento, conforme abaixo.

Observação 2: os descontos não são cumulativos. Os alunos receberão o desconto para estudantes ou o desconto para grupos.

Política de cancelamento: devolução de 100% do valor até 18 de julho de 2019; devolução de 70% do valor até 31 de julho de 2019; a partir de 01 de agosto de 2019 não há devolução do valor pago.

                                                                                              

Instrutores

Gilberto Terra é graduado em engenharia florestal pela UFRuralRJ e fez o mestrado em Ecologia pela UFScar. Tem experiência principalmente em silvicultura, restauração ecológica e agroflorestas, e sempre que possível trabalha com espécies nativas do Brasil nos projetos em que trabalha. Desde 2011, é responsável pelo manejo agroflorestal e pesquisas na Fazenda Sucupira. Em seu retrospecto profissional atuou como gestor do Parque Estadual da Ilha Grande e da Reserva Biológica da Praia do Sul (Angra dos Reis - RJ), com projetos de pesquisa em restauração florestal e silvicultura na Embrapa Florestas e Reserva Natural Vale (Linhares - ES), e como líder de equipe do Inventário Florestal Nacional no Rio de Janeiro. Recentemente tem atuado como consultor em silvicultura, inventário florestal e agroflorestas.

Felipe Martini é engenheiro florestal formado pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e Mestre em Ciências Ambientais e Florestais pela mesma universidade. Atualmente cursa doutorado em Ciências Ambientais e Florestais pela UFRRJ com projeto de tese voltado para a análise silvicultural (crescimento, produção e desenvolvimento) de mognos-africanos em sistemas agroflorestais diversificados com espécies perenes e anuais, implantados na Fazenda Sucupira. Possui experiência em inventários florestais e é especialista em estudos que envolvem o desenvolvimento de relações alométricas e a ciclagem de nutrientes em plantios mistos florestais visando a produção de madeira e a recuperação de áreas degradadas.

Guilherme Chaer é engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal de Viçosa (UFV) e possui doutorado em ciência do solo pela Oregon State University. É pesquisador da Embrapa há mais de 15 anos, onde desenvolve pesquisas em recuperação de áreas degradadas, plantios mistos florestais e sistemas agroflorestais. É também membro do Programa de Pós-Graduação em Ciências Ambientais e Florestais da UFRRJ, onde leciona a disciplina Ciclagem de Nutrientes e Qualidade do Solo em Florestas.

Informações gerais

Veja AQUI as informações sobre logística e hospedagem.

Valença, Bahia - Brazil

sucupiraagroflorestas@gmail.com

© 2017 por Sucupira Agroflorestas